Comissão Piauí 200 Anos é empossada

Governador dá posse à Comissão nas comemorações do Dia do Piauí. Imagem/CCom

A Comissão Piauí 200 anos, que vai trabalhar as atividades das comemorações do bicentenário da Independência, foi empossada no Dia do Piauí, em cerimônia realizada no Theatro 4 de Setembro.

Ao dar posse à Comissão, o governador Wellington Dias afirmou que ela vai trabalhar até 2023.

“É um conselho composto por intelectuais, cientistas, pessoas dos setores público e privado que vão ter a responsabilidade de trabalhar um cronograma com filmes, livros, homenagens para resgatar conhecimentos e reviver a memória para ter um planejamento futuro”, comentou.

Quatro membros da Academia Piauiense de Letras integram a Comissão Piauí 200 anos: Felipe Mendes, que representa a APL, tendo Elmar Carvalho como suplente; Fonseca Neto, representando o Instituto Histórico e Geográfico do Piauí; e Nelson Nery Costa, suplente do Conselho Estadual de Cultura.

O presidente da APL, Zózimo Tavares, informou que a Academia, através de seus representantes na Comissão, já começou a coletar subsídios para as celebrações dos 200 anos da Independência.

Seminários discutem implantação do Novo Ensino Médio

Seminário sobre a implantação do currículo do Novo Ensino Médio/Imagem: CCom

A Secretaria Estadual de Educação abriu, na semana passada, o programa de seminários nas diversas Gerências Regionais de Educação com vistas à implementação do Novo Ensino Médio.

O objetivo principal desses seminários é reunir gestores e professores para tratar de pontos importantes do novo currículo e tirar as dúvidas dos profissionais.

Entender a lógica curricular é um dos pontos importantes que estão sendo apresentados nos seminários.

A nova proposta que está sendo implementada não se trata apenas de um currículo (matriz curricular), mas de uma fundamentação para que cada escola possa fazer e refazer seu Plano Político Pedagógico, missão e parcerias que darão as condições de ofertas dos Itinerários Formativos.

Uma das inovações é que o currículo do Novo Ensino Médio contempla o ensino de Literatura Piauiense como disciplina obrigatória.

Professores participam de Seminários Regionais da Seduc/Imagem: CCom

UFPI na homenagem da APL à Faculdade de Medicina

Anfrísio Lobão conta a história da Faculdade de Medicina da UFPI

Os 53 anos de fundação da Faculdade de Medicina da UFPI foram homenageados em sessão especial on-line da Academia Piauiense de Letras (APL) na manhã deste sábado (23), como parte das comemorações pelo cinquentenário da UFPI em 2021.

A homenagem à Medicina compõe um conjunto de sessões especiais em referência às faculdades históricas que formaram a Universidade Federal do Piauí.

A solenidade foi conduzida pelo presidente da APL, acadêmico Zózimo Tavares. “Dedido esta sessao de hoje à memória dos que fizeram a Faculdade de Medicina e tambem à dedicação dos que continuaram e continuam esta magnífica obra”, disse.

O orador da sessão solene foi o professor, acadêmico e ex-reitor, Anfrísio Lobão. Ele ministrou a palestra “UFPI: História do Curso de Medicina”, em que  apresentou o contexto de criação da Faculdade em 1968.

O reitor Gildásio Guedes, o vice-reitor Viriato Campelo e outros membros da administração superior da UFPI estiveram presentes à sessão.

LEIA MAIS:

https://ufpi.br/ultimas-noticias-ufpi/43051-faculdade-de-medicina-da-ufpi-recebe-homenagem-em-sessao-especial-da-apl

Faculdade de Medicina da UFPI já diplomou quase 3 mil médicos

 

 

Sessão Especial da APL em homenagem à Faculdade de Medicina da UFPI.

 

A Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Piauí diplomou quase três mil médicos desde a sua instalação, em 1968.

Com isso, contribuiu para elevação da qualidade da assistência médica praticada no Piauí, transformando o Estado em polo regional de referência em saúde.

As informações foram dadas hoje (23/10) pelo professor e acadêmico Anfrísio Lobão Castelo Branco, orador oficial da Sessão Especial da Academia Piauiense de Letras dedicada à Faculdade de Medicina da UFPI.

O evento fez parte do programa de atividades da APL para celebrar os 50 anos de fundação da Universidade Federal do Piauí.

A Academia homenageia as cinco faculdades que contribuíram para a criação da UFPI.

A sessão deste sábado contou com a presença do reitor Gildásio Guedes, que designou o vice-reitor Viriato Campelo, médico e professor, para agradecer a homenagem em nome da UFPI.

Participaram também representantes de entidades médicas, professores da UFPI, médicos, acadêmicos e outros convidados.

A solenidade foi conduzida pelo presidente da APL, acadêmico Zózimo Tavares, que dedicou a sessão à memória dos que fizeram a Faculdade de Medicina e também aos que continuaram e continuam esta magnífica obra.

Professor e acadêmico Anfrísio Lobão, orador da sessão.

APL homenageia a Faculdade de Medicina da UFPI

A Academia Piauiense de Letras realiza, neste sábado (23/10), Sessão Especial dedicada à Faculdade de Medicina do Piauí.

O orador da sessão será o professor e acadêmico Anfrísio Lobão, ex-reitor da Universidade Federal do Piauí.

O discurso de agradecimento será proferido pelo médico e professor Viriato Campelo, vice-reitor da UFPI.

O evento faz parte do calendário de homenagens da APL às faculdades fundadoras da Universidade Federal do Piauí, nas celebrações dos 50 anos de criação da UFPI.

Em março, a Academia homenageou a Faculdade de Direito, em sessão que teve como orador o professor e acadêmico Nelson Nery Costa.

Em agosto, foi homenageada a Faculdade Católica de Filosofia (Fafi), com oração do professor e acadêmico Pedro da Silva Ribeiro.

Em setembro, a APL homenageou a Faculdade de Odontologia da UFPI, em sessão que teve como orador o professor e acadêmico Plínio da Silva Macêdo.

Agora é a vez da Faculdade de Medicina e em novembro haverá sessão especial dedicada à Faculdade de Administração, com oração do acadêmico Elmar Carvalho.

A Sessão Especial deste sábado começa às 10h30 e será transmitida pela TV APL, o canal da Academia no YouTube.

Presidente da APL abre “Café Literário” em escola

Abertura do “Café Literário” na Unidade Escolar Wall Ferraz, em Água Branca

O presidente da Academia Piauiense de Letras, Zózimo Tavares, abriu nesta quinta-feira (21/10), na Unidade Escolar Wall Ferraz, em Água Branca, o Café Literário Compartilhando Conhecimentos.

O evento foi realizado com o objetivo de socializar experiências e valorizar a produção literária local.

A palestra de Zózimo Tavares, filho da cidade, foi sobre o que é a APL. Ele contou a história da Academia, desde a sua fundação, em 1917, e informou que ainda este ano sairá o filme sobre a APL.

Ele fez a doação de um kit de livros lançados pela Academia para a biblioteca da escola.

O café ofereceu ainda palestras com os escritores Francisco Catarino e Cianira Carvalho, apresentações artísticas e declamação de poemas.

O evento foi organizado pelo professor Hernani Silva (coordenador) e contou com a presença do diretor da escola, Francisco Renato, professores e estudantes.

Presidente da APL faz palestra em Água Branca

Alunas participam de evento cultural na Unidade Escolar Wall Ferraz

Presidente da APL com professores da Unidade Escolar Wall Ferraz

Acadêmicos são homenageados em Parnaíba

A solenidade de entrega da honraria em Parnaíba, no Dia do Piauí.

Os acadêmicos Francisco Miguel de Moura (Cadeira 8), Luiz Ayrton Santos Júnior (Cadeira 16) e Magno Pires (Cadeira 26 e vice-presidente da Academia Piauiense de Letras) receberam a Medalha do Mérito Municipal Parnaibano, a mais alta comenda de Parnaíba.

A solenidade de entrega da honraria foi realizada na noite desta terça-feira (19), sob a presidência do prefeito Francisco de Assis de Moraes Souza (Mão Santa), nas celebrações do Dia do Piauí.

A comenda é entregue a autoridades e personalidades que prestam relevantes serviços ao município de Parnaíba.

A solenidade foi prestigiada pela primeira-dama Adalgisa Moraes Souza, demais autoridades municipais, famílias dos homenageados e outros convidados.

Acadêmico Luiz Ayrton agradece a homenagem recebida

Academia recebe livros da Fundapi

 

Diretor da Fundapi entrega obras literárias do Projeto Oficina das Artes na APL

 

A Academia Piauiense de Letras recebeu uma doação de livros do Projeto Oficina das Artes, aprovado pela Lei Aldir Blanc, no Edital Maria da Inglaterra, da Secretaria Estadual de Cultura.

O Projeto Oficina das Artes é da Fundação de Apoio Cultural do Piauí (Fundapi), com o objetivo de incentivar e compartilhar a produção da arte e do conhecimento.

Suas ações abrangem doação de obras de autores piauienses; minicursos (literatura, música, artesanato, pintura, desenho); shows musicais com artistas locais; reedição de obras de escritores piauienses; edição de livros e apresentações teatrais.

O presidente da Fundapi, professor Cineas Santos, informou que, assim, o projeto editou textos de autores piauienses que estão sendo distribuídos gratuitamente às bibliotecas públicas do Piauí.

Os livros foram entregues à APL pelo diretor-técnico da Fundapi, professor Gilson Caland.

O presidente da Academia Piauiense de Letras, Zózimo Tavares, disse que as obras se incorporam ao acervo da APL e, quando em mais de um volume, serão distribuídas entre instituições comunitárias ligadas à cultura.

A Fundapi foi fundada pelo professor e acadêmico R.N. Monteiro de Santana.

Fides Angélica é homenageada no Ceará

A professora e acadêmica Fides Angélica Ommati foi homenageada hoje (18/10) na abertura do XXVIII Fórum de Debates Sobre Direito Público.

Ela foi escolhida como presidente de honra do evento, promovido pelo Centro de Estudos e Treinamento da Procuradoria do Estado do Ceará, com o apoio do Instituto Brasileiro de Direitos Humanos.

Na cerimônia de abertura, realizado no formato virtual, houve a entrega da Medalha Paulo Bonavides ao juiz federal Alcides Saldanha Lima.

Em seguida, o procurador geral do Estado do Ceará, Juvêncio Vasconcelos Viana, doutor em Direito, proferiu uma conferência sobre “A Moderna Tutela Executiva”.

O magistrado Emílio Medeiros Viana, doutor em Direito, proferiu a conferência seguinte, sobre “Ordem Judicial para dispensação de Medicamentos”.

Fides Angélica é a secretária geral da Academia Piauiense de Letras e presidente da Academia Piauiense de Letras Jurídicas.

É professora universitária aposentada, foi procuradora geral do Estado e presidiu a Ordem dos Advogados do Brasil, seção Piauí.

APL doa livros para seminários da Seduc 

Professora Elenice Nery recebe livros na APL

A Academia Piauiense de Letras doou kit com dezenas de livros da “Coleção Centenário” à Unidade Técnica da Chão da Escola, da Superintendência de Educação Básica da Secretaria Estadual de Educação.

Os livros de autores piauienses foram solicitados à APL para os Seminários Regionais que acontecerão no período de 19 a 29 de outubro, nas 21 Gerências Regionais da Secretaria de Educação.

A diretora da Unidade Técnica do Chão da Escola, professora Elenice Nery, informou que, a partir do próximo ano, a rede estadual assegura a obrigatoriedade do ensino de Literatura Piauiense dentro da área de Linguagens.

Segundo ela, os livros doados pela APL serão distribuídos já com a finalidade de preparar as escolas para esse novo momento.

Ela destacou a dificuldade de acesso a esse acervo bibliográfico, principalmente no interior do Estado, e também a necessidade de conhecimento mais aprofundado da Literatura Piauiense pelas escolas.

Literatura nas escolas

A inclusão do ensino de Literatura Piauiense foi reivindicada pela Academia Piauiense ainda no ano passado, nas discussões para a implantação da lei 13.415/2017 (Lei do Novo Ensino Médio).

A Coleção Centenário nasceu em 2011. Foi idealizada na gestão do acadêmico Reginaldo Miranda (2010 a 2013) para as celebrações do Centenário da Academia Piauiense de Letras, em 2017.

Impulsionada na gestão do acadêmico Nelson Nery Costa (2014-2019) e concluída na atual, tornou-se o maior projeto editorial da história do Estado e um dos maiores do País. Em dez anos, publicou 150 títulos.

A Literatura Piauiense encontra-se presente na Coleção em todas as suas formas – crônicas, contos, poesias e romances –, além de ensaios sobre História, Geografia, Economia, Cultura e Folclore.

Livros da Coleção Centenário doados à Seduc