Acadêmicos no lançamento de livro sobre Chagas Rodrigues

Os acadêmicos Zózimo Tavares (presidente), Reginaldo Miranda (ex-presidente) e Elmar Carvalho (ex-secretário) participaram do lançamento do livro Chagas Rodrigues e a Hidrelétrica de Boa Esperança, do advogado Reginaldo Furtado.

O livro foi lançado ontem (7/12) à noite, no auditório da Escola Superior da Advocacia (Nova ESA), na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Piauí.

Com prefácio do acadêmico e historiador Fonseca Neto, 1º secretário da Academia Piauiense de Letras, o livro assinala a passagem do centenário de nascimento do ex-governador e ex-senador Chagas Rodrigues, falecido em 2009, em Brasília.

Segundo Fonseca Neto, o livro especifica tematicamente a famosa barragem, obra com bastante centralidade na ação de Chagas Rodrigues, e circunscreve um escopo memorial bem mais amplo no interior e em torno do fato-titular.

O lançamento

Compuseram a mesa de honra o autor, que presidiu a OAB-PI na década de 1980, o atual presidente da Ordem, Celso Barros Neto; o presidente do Instituto dos Advogados do Piauí, Álvaro Mota; o presidente da APL e a psicóloga Almira Correia Rodrigues, filha de Chagas.

Outros familiares de Chagas Rodrigues, como os sobrinhos Chico Wilson e Poncion Rodrigues, também participaram do lançamento, além de admiradores do ex-senador e amigos do autor.

O livro sobre Chagas Rodrigues.
Reginaldo Furtado fala sobre o livro.
Presidente da OAB, Celso Barros, destaca ação política de Chagas.
Almira, filha de Chagas, faz agradecimento em nome da família.
Presidente da APL fala da trajetória de Chagas Rodrigues.
O autor com o humorista João Cláudio Moreno.

Acadêmicos no lançamento de livro sobre Carlos Said

Os acadêmicos Zózimo Tavares, presidente da APL; Nelson Nery, presidente do Conselho Estadual de Cultura; Fonseca Neto, presidente do Instituto Histórico e Geográfico do Piauí; e Itamar Costa, presidente da Academia Teresinense de Letras, participaram do lançamento do livro de história em quadrinhos Carlos Said, o Magro de Aço.

Com ilustrações de Gilan King, a obra foi escrita pelo jornalista e professor Gustavo Said e conta a história do decano da crônica esportiva do Brasil, Carlos Said.

O lançamento do livro ocorreu sábado passado (3/12), na sede da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Piauí (Adufpi), com a presença de familiares, professores, cronistas esportivos, amigos do biografado e outros convidados.

Livro sobre Carlos Said é lançado na Adufpi

Livro sobre Torquato é lançado na APL

O livro “Torquato Neto – Arte inacabada” foi lançado neste sábado (19/11) na Academia Piauiense de Letras,

A APL e a UFPi, mais a Plug Propaganda e a UPJ Produções, desenvolvem uma programação especial para lembrar os 50 anos do voo mais radical do Anjo Torto que desafinava o coro dos contentes.

O programa foi aberto na UFPI, em 9 de novembro, dia do nascimento de Torquato.

Durante dois dias, foram realizadas, no Cine Teatro da UFPI, exposições audiovisuais, audição de músicas inéditas, projeção de filmes e debates sobre o poeta e sua obra.

De 16 a 18, o programa de homenagens a Torquato foi realizado no Sesc Cajuína, com várias atividades.

A programação será encerrada na sexta-feira, dia 25, com o lançamento de mais dois livros sobre o poeta e show musical, no Sesc Cajuína.

O livro

Ao lançamento na APL estiveram presentes o reitor Gildásio Guedes e o vice-reitor Viriato Campelo, além do diretor da Editora da UFPI, professor Cleber de Deus.

A apresentação da obra foi feita pelo publicitário George Mendes, curador do acervo de Torquato Neto, e pelo professor Viriato Campelo.

O livro, publicado pela EDUFPI, foi escrito por 16 autores, entre jornalistas, professores, poetas e cineastas, que se dedicam à pesquisa da obra de Torquato.

A obra traz ainda poemas, letras e imagens do poeta.

A convite do presidente da APL, Zózimo Tavares, o acadêmico Jonathas Nunes deu um depoimento sobre sua convivência com Torquato.

Jonathas é tio do poeta, que com ele morou no Rio de Janeiro, no início dos anos 1960.

George Mendes apresenta livro sobre Torquato na APL.

Professor Viriato Campelo, idealizador do livro, fala sobre a obra.

Acadêmico Jonathas Nunes fala sobre sua convivência com Torquato.
Reitor Gildásio Guedes

Piauienses lançam Código Civil atualizado

“Código Civil e Legislação Correlata” é o título do livro lançado ontem (05/07) por José James Gomes Pereira, Nelson Nery Costa e André Brandão Nery Costa.

O lançamento da obra foi feito no Espaço Cultural do Sesc, em ato prestigiado por operadores do direito, autoridades, intelectuais e outros convidados.

O livro, editado pela Lawbook,  procura oferecer, em suas 1.390 páginas, o Código Civil atualizado, com a legislação mais importante do Direito Privado, de modo a disponibilizar aos interessados um vade mecum moderno e eficiente na sua consulta.

Os autores

José James Gomes Pereira é desembargador do Tribunal de Justiça do Piauí. Pós-doutor em Direito Constitucional, doutor em Ciências Jurídicas e Sociais e mestre em Direito. Tem vários livros publicados.

Nelson Nery Costa é advogado, professor universitário, doutor em Direito e em Políticas Públicas, e presidente do Conselho Estadual de Cultura, também com vários livros publicados.

André Brandão Nery Costa é advogado e doutor em Direito Civil e Comercial. Também já tem obras na área do Direito publicadas no Brasil e no exterior.

Acadêmico lança livro sobre Freud no Salipi

Freud Além do Si-Mesmo é o título do livro do psiquiatra, professor e acadêmico Humberto Guimarães lançado no 20º Salão do Livro do Piauí (Salipi), realizado na semana passada, em Teresina.

O livro foi publicado pela Editora da Universidade Federal do Piauí e sua apresentação ocorreu no Bate-Papo Literário do Salipi.

O lançamento foi acompanhado pelo reitor da UFPI, Gildásio Guedes, acadêmicos e outros convidados.

Com a publicação de Freud Além do Si-Mesmo, o autor entrega ao público um trabalho ousado sobre Freud, que é considerado um dos principais nomes da psicanálise.

“Quando eu iniciei a escrita desse livro, eu não tinha a intenção de escrever mais sobre a vida dele, sobre o que ele fez ou sobre o que ele escreveu. Eu já estava saturado desse assunto. O que me motivou foi a persistência com a qual ele encarava algumas questões do seu tempo e que ainda são atuais na nossa sociedade até os dias de hoje”, justificou Humberto Guimarães.

Após o bate-papo, o escritor participou de uma sessão de autógrafos, que contou com a presença de familiares, amigos e membros da APL.

O livro está disponível na Livraria da Edufpi, ao lado da Biblioteca Carlos Castello Branco, no Espaço Cultural Rosa dos Ventos, no Campus da Ininga.

 

Reitor Gildásio Guedes e acadêmico Fonseca Neto no lançamento.

Capa do novo livro de Humberto Guimarães. 

Acadêmico lança no Salipi o livro mais pesquisado sobre o Piauí

O livro “Economia e Desenvolvimento do Piauí”, lançado em segunda edição no 20º Salão do Livro do Piauí (Salipi), é o mais citado nas pesquisas bibliográficas sobre o Estado.

O autor da obra é o economista, professor e acadêmico Felipe Mendes, que fez a apresentação do livro no Bate-Papo Literário do Salipi, seguida de debate.

O livro foi publicado pela Editora da Universidade Federal do Piauí (EDUFPI), através de convênio com a Academia Piauiense de Letras.

A primeira edição saiu em 2003 e foi publicada pela Fundação Cultural Monsenhor Chaves.

A nova edição é revista e atualizada.

O livro

O livro se divide em quatro partes. Na primeira, o autor aborda a questão da economia do Piauí, com foco nos fatores de produção e no sistema produtivo.

Na segunda parte, cuida das limitações e possibilidades de desenvolvimento do Piauí.

Já na terceira parte, seu foco é a política e o desenvolvimento recente (1950-2002).

Neste ponto, apresenta as conclusões da primeira e da segunda edições, estabelecendo um comparativo entre ambas.

Por fim, a quarta parte traz as referências bibliográficas, os dados estatísticos e outros documentos distribuídos ao longo das 480 páginas do livro, que pode ser adquirido na Livraria da UFPI, no Espaço Rosa dos Ventos, Campus da Ininga.

A capa do livro do acadêmico Felipe Mendes.

 

Livro conta a história da terra no Piauí

Terras: domínio e servidão, um dos livros lançados por membros da Academia Piauiense no 20º Salão do Livro do Piauí, trata da fundação historiográfica integrante do Relatório sobre o Acervo dos Registros Históricos de Gestão e Cadastros Fundiários do Piauí.

O livro é de autoria do historiador, professor, advogado e acadêmico Fonseca Neto e foi publicado pela editora Nova Aliança.

A obra destina-se, especialmente, aos interessados na história da luta social pela posse da terra nos sertões do Piauí.

O lançamento foi feito no Bate-Papo Literário do Salipi, seguido de debate com o autor.

Três séculos de história

A obra está dividida em quatro capítulos: 1) O desterro dos povos originários; 2) Sesmarias: terras virgens, terras de lavrar; 3) Condado de Oeiras, inventário de possuidores; e 4) Sinais do domínio: das marcas no chão ao punho dos escribas.

Segundo Fonseca Neto, o livro “é uma contribuição, entre outras, com vistas ao conhecimento de mais de três séculos e meio de fixação do quadro-territorial-fundiário na bacia do rio Punaré, chamado depois, e até hoje, de rio Parnaíba”.

Capa do livro do acadêmico Fonseca Neto lançado no Salipi 22.

 

 

Começa o 1º Salão do Livro da Mulher

O 1º Salão do Livro da Mulher (SALÉM) foi aberto ontem (24/05) à noite e prossegue até sexta-feira (27), no Complexo Clube dos Diários, no centro de Teresina.

Na solenidade foram homenageadas a escritora Cristiane Sobral, de Brasília e que fez a palestra de abertura; a delegada e professora Vilma Alves e a coreógrafa e bailarina Luzia Amélia, de Teresina.

A Academia Piauiense de Letras foi representada na cerimônia pelo seu presidente, Zózimo Tavares, que levou o incentivo e o aplauso da instituição ao evento.

O presidente da Fundação Quixote, professor Kássio Gomes, coordenador geral do Salão do Livro do Piauí (Salipi), também se fez presente à abertura do 1º Salão do Livro da Mulher.

O SALÉM

O evento conta com uma vasta programação, incluindo palestras e mesas redondas, espaço para lançamento de livros (Conversas entre elas); Sarau literomusical; exibição de vídeos produzidos por mulheres; shows musicais e dança, além de estandes de venda de livros.

De acordo com as organizadoras, o objetivo do SALEM é estabelecer discussões por meio de colóquios para dar visibilidades a diversas artistas femininas.

Outro objetivo é fortalecer os direitos das mulheres, conforme a escritora Marleide Lins de Albuquerque, idealizadora do salão.

O evento é organizado pela Avant Garde Edições e Produções, em parceria com o Núcleo de Estudos Literários Piauienses (NELIPI/UESPI), com apoio da PPGL/UESPI.

Oton lança novo livro de contos na APL

A professora e acadêmica Socorro Rios Magalhães apresentou, na Academia Piauiense de Letras, o livro Em busca de uma rede na varanda.

A obra tem como autor o escritor e acadêmico Oton Lustosa e foi lançada neste sábado (14/05) no auditório da APL.

Em busca de uma rede na varanda compõe-se de 12 contos, que interpretam o cotidiano da vida. Temas como formação de opinião, internet, saudosismo, violência, sorte, política, subemprego, fracasso no casamento, desilusão e fé avultam na obra.

Outros, com singularidades inusitadas também se fazem presentes, todos, porém, com suporte na vida e suas circunstâncias.

O livro foi publicado pela Bienal e pode ser adquirido pelo site da editora e também na livraria Entrelivros.

Acadêmica Socorro Rios Magalhães apresenta novo livro de Oton.

Acadêmico Oton Lustosa lança novo livro de contos.

Acadêmico lança novo livro no sábado

 

O escritor e acadêmico Oton Lustosa lança, no próximo sábado (14/05), o seu mais novo livro, “Em busca de uma rede na varada”.

O lançamento está marcado para as 10 horas, no auditório da Academia Piauiense de Letras.

A apresentação da obra será feita pela professora e acadêmica Socorro Rios Magalhães.

Contos

Em seu novo livro, Oton Lustosa, romancista e contista consagrado, retorna à narrativa curta.

A obra reúne 12 contos sobre temática variada. Em alguns deles, opera-se a metaliteratura.

Outros são construídos com singularidades inusitadas, sempre inspirados na vida e suas circunstâncias.

O autor

Oton Lustosa nasceu em Parnaguá, no Extremo-Sul do Piauí. Bacharelou-se em Direito pela Universidade Federal do Piauí.

É magistrado e membro da Academia Piauiense de Letras.

Estreou na literatura com o romance “Meia-Vida”, publicado em 1999 e com segunda edição lançada em 2016.

Publicou seu primeiro livro de contos, “O pescador de personagens”, em 2000.

“Vozes da Ribanceira”, seu segundo romance, foi lançado em 2003.

Capa do livro livro de Oton Lustosa