Piauienses lançam Código Civil atualizado

“Código Civil e Legislação Correlata” é o título do livro lançado ontem (05/07) por José James Gomes Pereira, Nelson Nery Costa e André Brandão Nery Costa.

O lançamento da obra foi feito no Espaço Cultural do Sesc, em ato prestigiado por operadores do direito, autoridades, intelectuais e outros convidados.

O livro, editado pela Lawbook,  procura oferecer, em suas 1.390 páginas, o Código Civil atualizado, com a legislação mais importante do Direito Privado, de modo a disponibilizar aos interessados um vade mecum moderno e eficiente na sua consulta.

Os autores

José James Gomes Pereira é desembargador do Tribunal de Justiça do Piauí. Pós-doutor em Direito Constitucional, doutor em Ciências Jurídicas e Sociais e mestre em Direito. Tem vários livros publicados.

Nelson Nery Costa é advogado, professor universitário, doutor em Direito e em Políticas Públicas, e presidente do Conselho Estadual de Cultura, também com vários livros publicados.

André Brandão Nery Costa é advogado e doutor em Direito Civil e Comercial. Também já tem obras na área do Direito publicadas no Brasil e no exterior.

Acadêmico lança livro sobre Freud no Salipi

Freud Além do Si-Mesmo é o título do livro do psiquiatra, professor e acadêmico Humberto Guimarães lançado no 20º Salão do Livro do Piauí (Salipi), realizado na semana passada, em Teresina.

O livro foi publicado pela Editora da Universidade Federal do Piauí e sua apresentação ocorreu no Bate-Papo Literário do Salipi.

O lançamento foi acompanhado pelo reitor da UFPI, Gildásio Guedes, acadêmicos e outros convidados.

Com a publicação de Freud Além do Si-Mesmo, o autor entrega ao público um trabalho ousado sobre Freud, que é considerado um dos principais nomes da psicanálise.

“Quando eu iniciei a escrita desse livro, eu não tinha a intenção de escrever mais sobre a vida dele, sobre o que ele fez ou sobre o que ele escreveu. Eu já estava saturado desse assunto. O que me motivou foi a persistência com a qual ele encarava algumas questões do seu tempo e que ainda são atuais na nossa sociedade até os dias de hoje”, justificou Humberto Guimarães.

Após o bate-papo, o escritor participou de uma sessão de autógrafos, que contou com a presença de familiares, amigos e membros da APL.

O livro está disponível na Livraria da Edufpi, ao lado da Biblioteca Carlos Castello Branco, no Espaço Cultural Rosa dos Ventos, no Campus da Ininga.

 

Reitor Gildásio Guedes e acadêmico Fonseca Neto no lançamento.

Capa do novo livro de Humberto Guimarães. 

Acadêmico lança no Salipi o livro mais pesquisado sobre o Piauí

O livro “Economia e Desenvolvimento do Piauí”, lançado em segunda edição no 20º Salão do Livro do Piauí (Salipi), é o mais citado nas pesquisas bibliográficas sobre o Estado.

O autor da obra é o economista, professor e acadêmico Felipe Mendes, que fez a apresentação do livro no Bate-Papo Literário do Salipi, seguida de debate.

O livro foi publicado pela Editora da Universidade Federal do Piauí (EDUFPI), através de convênio com a Academia Piauiense de Letras.

A primeira edição saiu em 2003 e foi publicada pela Fundação Cultural Monsenhor Chaves.

A nova edição é revista e atualizada.

O livro

O livro se divide em quatro partes. Na primeira, o autor aborda a questão da economia do Piauí, com foco nos fatores de produção e no sistema produtivo.

Na segunda parte, cuida das limitações e possibilidades de desenvolvimento do Piauí.

Já na terceira parte, seu foco é a política e o desenvolvimento recente (1950-2002).

Neste ponto, apresenta as conclusões da primeira e da segunda edições, estabelecendo um comparativo entre ambas.

Por fim, a quarta parte traz as referências bibliográficas, os dados estatísticos e outros documentos distribuídos ao longo das 480 páginas do livro, que pode ser adquirido na Livraria da UFPI, no Espaço Rosa dos Ventos, Campus da Ininga.

A capa do livro do acadêmico Felipe Mendes.

 

Livro conta a história da terra no Piauí

Terras: domínio e servidão, um dos livros lançados por membros da Academia Piauiense no 20º Salão do Livro do Piauí, trata da fundação historiográfica integrante do Relatório sobre o Acervo dos Registros Históricos de Gestão e Cadastros Fundiários do Piauí.

O livro é de autoria do historiador, professor, advogado e acadêmico Fonseca Neto e foi publicado pela editora Nova Aliança.

A obra destina-se, especialmente, aos interessados na história da luta social pela posse da terra nos sertões do Piauí.

O lançamento foi feito no Bate-Papo Literário do Salipi, seguido de debate com o autor.

Três séculos de história

A obra está dividida em quatro capítulos: 1) O desterro dos povos originários; 2) Sesmarias: terras virgens, terras de lavrar; 3) Condado de Oeiras, inventário de possuidores; e 4) Sinais do domínio: das marcas no chão ao punho dos escribas.

Segundo Fonseca Neto, o livro “é uma contribuição, entre outras, com vistas ao conhecimento de mais de três séculos e meio de fixação do quadro-territorial-fundiário na bacia do rio Punaré, chamado depois, e até hoje, de rio Parnaíba”.

Capa do livro do acadêmico Fonseca Neto lançado no Salipi 22.

 

 

Começa o 1º Salão do Livro da Mulher

O 1º Salão do Livro da Mulher (SALÉM) foi aberto ontem (24/05) à noite e prossegue até sexta-feira (27), no Complexo Clube dos Diários, no centro de Teresina.

Na solenidade foram homenageadas a escritora Cristiane Sobral, de Brasília e que fez a palestra de abertura; a delegada e professora Vilma Alves e a coreógrafa e bailarina Luzia Amélia, de Teresina.

A Academia Piauiense de Letras foi representada na cerimônia pelo seu presidente, Zózimo Tavares, que levou o incentivo e o aplauso da instituição ao evento.

O presidente da Fundação Quixote, professor Kássio Gomes, coordenador geral do Salão do Livro do Piauí (Salipi), também se fez presente à abertura do 1º Salão do Livro da Mulher.

O SALÉM

O evento conta com uma vasta programação, incluindo palestras e mesas redondas, espaço para lançamento de livros (Conversas entre elas); Sarau literomusical; exibição de vídeos produzidos por mulheres; shows musicais e dança, além de estandes de venda de livros.

De acordo com as organizadoras, o objetivo do SALEM é estabelecer discussões por meio de colóquios para dar visibilidades a diversas artistas femininas.

Outro objetivo é fortalecer os direitos das mulheres, conforme a escritora Marleide Lins de Albuquerque, idealizadora do salão.

O evento é organizado pela Avant Garde Edições e Produções, em parceria com o Núcleo de Estudos Literários Piauienses (NELIPI/UESPI), com apoio da PPGL/UESPI.

Oton lança novo livro de contos na APL

A professora e acadêmica Socorro Rios Magalhães apresentou, na Academia Piauiense de Letras, o livro Em busca de uma rede na varanda.

A obra tem como autor o escritor e acadêmico Oton Lustosa e foi lançada neste sábado (14/05) no auditório da APL.

Em busca de uma rede na varanda compõe-se de 12 contos, que interpretam o cotidiano da vida. Temas como formação de opinião, internet, saudosismo, violência, sorte, política, subemprego, fracasso no casamento, desilusão e fé avultam na obra.

Outros, com singularidades inusitadas também se fazem presentes, todos, porém, com suporte na vida e suas circunstâncias.

O livro foi publicado pela Bienal e pode ser adquirido pelo site da editora e também na livraria Entrelivros.

Acadêmica Socorro Rios Magalhães apresenta novo livro de Oton.

Acadêmico Oton Lustosa lança novo livro de contos.

Acadêmico lança novo livro no sábado

 

O escritor e acadêmico Oton Lustosa lança, no próximo sábado (14/05), o seu mais novo livro, “Em busca de uma rede na varada”.

O lançamento está marcado para as 10 horas, no auditório da Academia Piauiense de Letras.

A apresentação da obra será feita pela professora e acadêmica Socorro Rios Magalhães.

Contos

Em seu novo livro, Oton Lustosa, romancista e contista consagrado, retorna à narrativa curta.

A obra reúne 12 contos sobre temática variada. Em alguns deles, opera-se a metaliteratura.

Outros são construídos com singularidades inusitadas, sempre inspirados na vida e suas circunstâncias.

O autor

Oton Lustosa nasceu em Parnaguá, no Extremo-Sul do Piauí. Bacharelou-se em Direito pela Universidade Federal do Piauí.

É magistrado e membro da Academia Piauiense de Letras.

Estreou na literatura com o romance “Meia-Vida”, publicado em 1999 e com segunda edição lançada em 2016.

Publicou seu primeiro livro de contos, “O pescador de personagens”, em 2000.

“Vozes da Ribanceira”, seu segundo romance, foi lançado em 2003.

Capa do livro livro de Oton Lustosa

APL retoma lançamentos com livro sobre Mário Faustino

A Academia Piauiense de Letras retoma no próximo sábado, dia 7, o seu programa de lançamento de livros, interrompido em março de 2020, em função da Pandemia da Covid-19.

O primeiro livro a ser lançado é de autoria do professor e acadêmico Carlos Evandro e tem como título “Mário Faustino Revisitado – Textos Críticos e Antologia Comentada”.

A apresentação será feita pela acadêmica Fides Angélica, secretária geral da APL e ocupante da Cadeira 40, que tem como patrono o poeta Mário Faustino.

O lançamento está marcado para as 10 horas, no auditório Acadêmico Wilson Brandão.

A obra integra a Coleção Centenário, da Academia Piauiense de Letras, com o número 115.

Ela seria lançada em março de 2020, quando todas as atividades presenciais da Academia foram suspensas, em obediência às instruções das autoridades sanitárias.

Professor e acadêmico Carlos Evandro.

Piauí cria Associação de Editoras

Editores se reúnem na APL para fundar associação.

A fundação da Associação Piauiense de Editoras vem sendo discutida desde o final do ano passado, em Teresina, por empresários do setor, escritores e ativistas culturais.

Três reuniões do grupo já foram realizadas na sede da Academia Piauiense de Letras com esse objetivo.

A nova associação terá, entre as suas finalidades, prestar apoio e orientação às editoras piauienses e apoiar as políticas de difusão do livro no Estado.

Participam do movimento pela criação da entidade representantes das editoras Bienal, Filadélfia, Fundação de Desenvolvimento Cultural do Piauí, Nova Aliança, Piauí Agora, Oficina da Palavra, Quimera e Quixote.

O advogado e acadêmico Nelson Nery vem dando a orientação jurídica para a criação da Associação Piauiense de Editoras.

Livro e leitura

O presidente da Academia Piauiense de Letras, Zózimo Tavares, disse que a nova entidade, além de buscar a profissionalização da atividade livreira no Piauí, nasce com o espírito de colaborar com a difusão do livro e do incentivo à leitura, o mesmo que domina a APL.

A Lei nº 10.753, conhecida como a “Lei do Livro”, de 30 de outubro de 2003 e que institui a Política Nacional do Livro, define o livro como “o meio principal e insubstituível da difusão da cultura e transmissão do conhecimento, do fomento à pesquisa social e científica, da conservação do patrimônio nacional, da transformação e aperfeiçoamento social e da melhoria da qualidade de vida”.

Poeta comemora os 55 anos de seu livro de estreia

Francisco Miguel de Moura autografa exemplar de “Areias”

 

O poeta e acadêmico Francisco Miguel de Moura fez o lançamento da 2ª edição de seu livro “Areias” nos municípios de Francisco Santos, sua terra natal, Santo Antônio de Lisboa e Bocaina, na Grande Picos.

Em Bocaína, o poeta, acompanhado de sua esposa Mécia, participou de uma festa na Casa da Barra, propriedade da professora e escritora Deolinda Marques.

A festa reuniu parte dos membros da Academia de Letras do Vale do Riachão (ALVAR).

A parada seguinte foi em Francisco Santos, antigo Jenipapeiro, onde se deu o lançamento de “Areias”, tal como estava marcado para o dia 20 de dezembro.

Compareceram cerca de 40 pessoas, entre as quais estavam o prefeito do município, Dr. José Luiz de Barros, também o ex-prefeito Edson Carvalho e várias professoras, mais a diretora da Biblioteca “Miguel Guarani”.

Foi registrada ainda a presença do escritor Nilvon Batista, da ALVAR.

O autor foi apresentado na solenidade pela sua prima professora Rosa Maria Araújo.

O lançamento seguinte foi em Santo Antônio de Lisboa, em ato também bastante prestigiado.

Entre outras pessoas que falaram na ocasião, louvando o autor e sua obra, destacam-se os escritores Ozildo Batista de Barros, Deolinda Marques e Jailson Klain, este residente em São Paulo.

No lançamento estavam convidados dos municípios vizinhos Riachão, Alagoinhas, Santo Antônio de Lisboa e Bocaina.

A 2ª edição de “Areias”, um livro de poemas, está sendo publicada 55 anos depois de seu lançamento, que marcou a estreia de Francisco Miguel de Moura na literatura.