Acadêmicos lançam livros no Salipi neste fim de semana

Mais quatro livros serão lançados neste final de semana no Salão do Livro do Piauí por membros da Academia Piauiense de Letras.

Nesta sexta-feira, 10, às 18h, o psiquiatra, professor e escritor Humberto Guimarães lança, no Espaço Bate-Papo Literário, Freud além do si-mesmo, publicado pela Editora da UFPI.

Em seguida, às 18h30, o economista e professor Felipe Mendes lança, no estande da Edufpi, Economia e Desenvolvimento do Piauí, publicado também pela Editora da Universidade Federal do Piauí.

Já no sábado, dia 11, às 18h, o desembargador e escritor Oton Lustosa lança, no Bate-Papo Literário, o seu livro de contos Em busca de uma rede na varanda, publicado pela Bienal Editora.

Logo depois, às 20h, o poeta e compositor Climério Ferreira lança, também no Bate-Papo, seu novo livro de poemas A música imóvel do tempo, publicado pela Fundação Quixote, organizadora do Salipi.

Outros lançamentos

Na quarta-feira, dia 8, às 16h, o historiador e professor Fonseca Neto lançou no Bate-Papo Literário o livro Terras: domínio e servidão, publicado pela editora Nova Aliança.

Na segunda-feira, dia 6, o jornalista Zózimo Tavares lançou HGV – Um marco na saúde do Piauí, publicado pela Bienal Editora.

Além dos lançamentos individuais dos acadêmicos, houve também, na quarta-feira, 8, no Bate-Papo Literário, o lançamento coletivo de sete obras da Coleção Centenário publicadas pela Academia Piauiense de Letras.

 

 

 

Academia faz lançamento coletivo de livros no Salipi

Mais sete livros da Coleção Centenário, da Academia Piauiense de Letras, foram lançados nesta quarta-feira (08/06) no Salão do Livro do Piauí.

As obras compõem um acervo de mais de 30 livros que foram editados ou reeditados pela APL entre 2020 e 2021.

Foram lançados nos Salipi os volumes 62. Roteiro do Piauí – Carlos Eugênio Porto, com apresentação do acadêmico Fonseca Neto; 75. Curral de Serras – Alvina Gameiro, com apresentação da acadêmica Socorro Rios Magalhães; e 88. Do Rio de Janeiro ao Piauí Passando pelo Interior do País – Nogueira Paranaguá, com apresentação do acadêmico Nelson Nery.

Também foram lançadas no mesmo ato os volumes 115. Mário Faustino Revisitado – Carlos Evandro Martins Eulálio; 137. Piauienses Notáveis – Reginaldo Miranda; 147. História e Vida Literária: Atas da APL – Elmar Carvalho; e 149. O Morro da Casa-Grande – Dilson Lages, com apresentação dos autores, além do romance Histórias de Évora, de Elmar Carvalho, publicado pela Coleção Século 21.

Os lançamentos ocorreram no Bate-Papo Literário, com a presença de acadêmicos, escritores, professores, estudantes e outros participantes do Salipi.

O ato, conduzido pelo presidente da Academia Zózimo Tavares, durou uma hora, incluindo o tempo do debate com os autores e apresentadores das obras.

APL leva mais de 200 títulos para o Salipi. Veja a relação.

Mais de 200 títulos estão expostos no estande da APL no Salão do Livro do Piauí (Salipi), que se realiza até domingo no Espaço Cultural Rosa dos Ventos, na Universidade Federal do Piauí.

Entre estas obras, estão 150 lançadas pela Coleção Centenário e mais 60 pela Coleção Século 21.

O estande da APL expõe também obras publicadas de forma independente pelos acadêmicos.

Os livros da Coleção Centenário:

1. Memórias: Traços Autobiográficos – Higino Cunha;
2. Em Roda dos Fatos: Crônicas – Clodoaldo Freitas;
3. Apontamentos Biográficos de Alguns Piauienses Ilustres e de Outras Pessoas Notáveis que Ocuparam Cargos Importantes na Província do Piauí – Miguel de Sousa Borges Leal Castelo Branco;
4. Vultos Piauienses: Apontamentos Biográficos – Clodoaldo Freitas;
5. Conversas com M. Paulo Nunes – Teresinha Queiroz;
6. São Gonçalo da Regeneração: Marchas e Contramarchas de uma Comunidade Sertaneja: da Aldeia Indígena aos Tempos Atuais – Reginaldo Miranda;
7. Aldeamento dos Acoroás – Reginaldo Miranda;
8. Estudos de História do Piauí – Odilon Nunes;
9. Nebulosas – Antonio Chaves;
10. Poesias – Celso Pinheiro;
11. Literatura Piauiense: Escorço Histórico – João Pinheiro;
11/B. Posfácio à Literatura Piauiense: Escorço Histórico – Francisco Miguel de Moura;
12. Vozes Imortais – Edson Cunha;
13. Piauí em Foco – Reginaldo Miranda;
14. O Piauí na História – Odilon Nunes;
15. Diálogo e Circunstância: Ideias Filosóficas – Celso Barros Coelho;
16. O Santíssimo Milagre – Leonardo da Senhora das Dores Castelo Branco;
17. Cronologia Histórica do Estado do Piauí – Vol. I – F. A. Pereira da Costa;
18. Cronologia Histórica do Estado do Piauí – Vol. II – F. A. Pereira da Costa;
19. Nas Ribas do Gurgueia – Artur Passos;
20. Lira Sertaneja – Hermínio Castelo Branco;
22. Modernismo & Vanguarda – 3ª Série – M. Paulo Nunes;
23. Caatingas e Chapadões – Francisco de Assis Iglésias;
24. Da Terra Simples – Álvaro Ferreira;
25. Flores Incultas – Luíza Amélia de Queiroz;
26. À Toa… – Aspectos do Piauí – João Pinheiro;
27. História, Literatura, Sociabilidades – Teresinha Queiroz;
28. Depoimentos Históricos – Odilon Nunes;
29. Poesia e Prosa – Jônathas Batista;
30. Solar dos Sonhos – João Pinheiro;
31. Poesia Completa – Lucídio Freitas;
32. Fogo de Palha – João Pinheiro;
33. Poesias – Fenelon Castelo Branco;
34. Flores da Noite – Licurgo de Paiva;
35. Estação Saudade – Dagoberto Carvalho Jr.;
36. História do Poder Legislativo na Província do Piauí – Wilson de Andrade Brandão;
37. Psicologia do Cristianismo – Abdias Neves;
38. História das Religiões no Piauí – Higino Cunha;
39. Sermões aos Peixes – A. Tito Filho;
40. Canto da Terra Mártire – Júlio Martins Vieira;
41. Palimpsestos – João Cabral;
42. Estudos Piauienses – Agenor Miranda;
43. Memória Cronológica, Histórica e Corográfica da Província do Piauí – José Martins Pereira de Alencastre;
44. Limites do Piauí – Antonino Freire;
46. Homens e Episódios – Esmaragdo de Freitas;
47. Roteiro das 7 Cidades – Victor Gonçalves;
48. Poesia – Félix Pacheco;
49. O Sertão Piauiense em Pé de Guerra – Laécio Barros Dias;
50. Impressões e Gemidos – José Coriolano;
51. Outras Poesias e Além do Silêncio – Nerina Castelo Branco;
52. Dia Rio – Francisco Hardi Filho.
21. Sertanias – Antônio Fonseca dos Santos Neto;
45. Obra Reunida de Anísio Brito – Reginaldo Miranda (org.);
53. Antiga História do Brasil – Ludwig Schwennhagen;
54. Modernismo e Vanguarda – 4ª Série – M. Paulo Nunes;
55. Poesia e Prosa – Vidal de Freitas;
56. Poesia (In) completa – Francisco Miguel de Moura;
57. Relação da Missão da Serra de Ibiapaba e História da Companhia de Jesus na Extinta Província do Maranhão – Pe. Antônio Vieira;
58. Zabelê e Miridan – Bugyja Britto;
59. Ataliba, o Vaqueiro e Outros Escritos – Francisco Gil Castelo Branco;
60. A Divisa – Pedro Ribeiro;
61. Rosa dos Ventos Gerais – Elmar Carvalho;
63. A Criação Universal – Leonardo Castelo Branco;
64. Pequena História do Piauí – José Camilo Filho;
65. Antologia Poética – Alcenor Candeira Filho;
66. As Guerras nos Palmares – Ernesto Ennes;
67. Chapada do Corisco – João Ferry;
68. Memorial de um Lutador Obstinado – William Palha Dias;
69. Dicionário de Brasileirismos no Piauí – Fontes Ibiapina;
70. Meia-vida – Oton Lustosa;
72. Terra de um Paladino – Correntino Paranaguá;
73. Cancioneiro Geral – Martins Napoleão Rego;
74. Índios e Afrodescendentes – Júlio Romão da Silva;
76. A República na América do Sul – Coêlho Rodrigues;
77. Rio Subterrâneo e Como e Por que me Fiz Escritor – O. G. Rego de Carvalho;
78. Evolução Histórica da Economia Piauiense – R. N. Monteiro de Santana;
79. Chão de Fogo – 3ª Série – Humberto Guimarães;
80. Ermelinda – Lili Castelo Branco;
81. Teodoro Bicanca e a Civilização do Couro – Renato Castelo Branco;
82. Petrônio Portela: depoimentos à história política brasileira – Osvaldo Lemos;
83. O Prestígio do Diabo – Assis Brasil;
84. Falando e Escrevendo – Mathias Olympio;
85. Propriedade Territorial no Piauí – Simplício Mendes;
86. Ideias e Três Movimentos – Clidenor Freitas;
88. Do Rio de Janeiro ao Piauí pelo Interior do País – Joaquim Nogueira Paranaguá;
89. Dramaturgia Piauiense – Aci Campelo (org);
90. Folclore Brasileiro – Piauí – Noé Mendes de Oliveira;
91. Política Indigenista no Sertão de Dentro – Reginaldo Miranda;
92. Literatura Piauiense: horizontes de leitura e crítica literária – Maria do Socorro Rios Magalhães;
93. Entardecer e Em Preto e Branco – José Ribamar Garcia;
95. A Solidão do Corredor de Longa Distância – João Paulo dos Reis Velloso;
96. Capitania do Açúcar – Afonso Ligório;
97. É Preciso Filosofar – Manfredi Mendes de Cerqueira;
98. Modernismo & Vanguarda – 2ª Série – M. Paulo Nunes;
99. A Moça da Igreja e o Homem da Rosa Vermelha – Jônathas Nunes;
100. Teoria e Realidade da Desobediência Civil – Nelson Nery Costa;
101. Zodíaco – Da Costa e Silva;
105. Lendas e Superstições do Norte – João Alfredo de Freitas;
108. Presença do Tempo – Fides Angélica Ommati;
117. Escrita de si, intelectualidade e distinção em A. Tito Filho – Ana Cristina Meneses de Sousa;
132. Argila da Memória – Clóvis Moura;
62. Roteiro do Piauí – Carlos Eugênio Porto;
71. Visão Histórica da Literatura Piauiense – Herculano Moraes;
75. Curral de Serras e a Vela e o Temporal – Alvina Gameiro;
87. Os Fatores do Coelhado: escorço histórico – Clodoaldo Freitas;
94. Tratamento Preferencial para o Piauí – Magno Pires;
102. Trechos do Meu Caminho – Leônidas Melo;
103. Obra Reunida – Pe. Cláudio Melo;
104. Obra Completa: Poesia – H. Dobal;
106. Caminho da Perdição – Castro Aguiar;
107. Uhlanos – Jônas da Silva;
109. O Ímpio Confundico – Leonardo Castelo Branco;
110. Modernismo & Vanguarda – 1ª Série – Manoel Paulo Nunes;
111. O Piauí na Confederação do Equador – Abdias Neves;
112. Os Revolucionários do Sul: através dos sertões nordestinos do Brasil – Higino Cunha;
113. Descrição dos Rios Parnaíba e Gurupi – Gustavo Dodt;
114. Criminologia das Multidões – Elias Oliveira;
115. Mário Faustino Revisitado – Carlos Evandro Martins Eulálio;
116. A Harpa do Caçador – Teodoro Castelo Branco;
118. A Costela de Adão e A Mulher e o Diabo – Berilo Neves;
119. Folhas ao Vento – Martins Napoleão;
120. Açucena – Amélia de Freitas Beviláqua;
121. O Lira do Sertão: poesias – Adail Coelho;
122. Seara Humilde – Isabel Vilhena;
123. Chama Extinta – Raimundo Zito Batista;
124. Homens que Iluminam – Cristino Castelo Branco;
125. Manual do Súdito Fiel ou Cartas de um Lavrador – Coelho Rodrigues;
126. Poemas – Ovídio Saraiva;
127. Deslumbrado – José Newton de Freitas;
128. Roteiro do Maranhão ao Goiás pelo Piauí – João Pereira Caldas;
129. Teatro – Júlio Romão;
130. Contos Selecionados – Magalhães da Costa;
131. Seca Seculorum, flagelo e mito na economia rural piauiense – Manuel Domingos Neto e Geraldo Almeida Borges;
133. A Vela e o Temporal – Alvina Gameiro
134. As Pedras Ficaram Magras – Cláudio Pacheco Brasil;
135. As Mamoranas estão Florindo – Moura Rêgo;
136. Capurreiros do Piauí – Clóvis Moura Baptista;
137. Piauienses Notáveis – Reginaldo Miranda;
138. Malhadinha – José Expedido Rego;
139. Teresina para Amadores – Cinéas Santos;
140. Ciência Política – Nelson Nery Costa;
141. Cochrane, falso libertador do Norte – Hermínio Conde;
142. A Balaiada – Clodoaldo Freitas;
143. Lesão e Contrato: no direito brasileiro – Wilson de Andrade Brandão;
144. A Alegria da Arte – Heitor Castelo Branco;
145. Tenho Dito. – Jesualdo Cavalcante;
146. A. Tito Filho do Grau ao Graal – Humberto Guimarães;
147. História e Vida Literária: Atas da APL – Elmar Carvalho;
148. Ulisses Entre o Amor e a Morte – O. G. Rego de Carvalho;
149. O Morro da Casa-Grande – Dilson Lages Monteiro;
150. A Lição de Graciliano Ramos – M. Paulo Nunes.

Os livros da Coleção Século 21:

1 – CONTOS DE VIAGEM – Nelson Nery Costa;

2 – ARTIGOS DE PRIMEIRA NECESSIDADE – Lázaro do Piauí;

3 – OLIGARQUIA PIRES FERREIRA – Maria Cecília;

4 – LIVROS À MANCHEIA – Reginaldo Miranda;

5 – PERFIS PARALELOS JURÍDICOS – Celso Barros Coelho;

6 – TRANSMUTAÇÃO CRÍTICA DO CAOS – Martiniano Miranda;

7 – REFLEXÕES CRÍTICAS – Campelo Filho;

8 – MEDIQUÊS – Gisleno Feitosa;

9 – ESCRITOS REUNIDOS DE UM JOVEM – Ezequias Gonçalves Costa

10 – ALFREDO E ROSA E A DESCENDÊNCIA DA ESPERANÇA – Maria do Socorro Lages Gonçalves;

11 – VIAGENS PARA FIM DE IDA: Os Contos Críticos de Tutameia – Marta Magalhães;

12 – PIAUIENSE, SIM SENHOR – Lisete Napoleão Medeiros;

13 – VIET – Guilherme Nery Costa;

14 – JOGA O BARRO NA PAREDE: uma canção de amor e paz – Gutemberg Rocha;

15 – HISTÓRIAS DE ÉVORA – Élmar Carvalho;

16 – TEATRO SEMPRE: Diálogo de Gerações – Siro Síris (org.);

17 – CONTOS ENTRERIOS – Diego de Montalvão e Outros;

18 – TARÔ DE MARSELHA – Socorro Cabral;

19 – EIXO DO TEMPO – Alarico da Cunha;

20 – EDUCAÇÃO NO PIAUÍ: 1880-1930 – Teresinha de Jesus Mesquita Queiroz;

21 – DEZ EM CONTO – Nelson Nery Costa;

22 – VELHO E NOVO SANTO ANTÔNIO: Um Paraíso no Território dos Carnaubais – Valmira Cabral; 

23 – MINHA TERRA, MINHA GENTE – José Sérgio dos Reis Jr.;

24 – MORRO DO QUEROSENE – José de Ribamar Nunes;

25 – A TERRA E O HOMEM DE PEDRO II – escritos reunidos – Tomaz Gomes Campelo;

26 – SONETOS INFAMES – Dário P. Castro;

27 – AS LIÇÕES DE UM APRENDIZ MAÇOM – Paulo Fernandes Moura;

28 – A CONQUISTA DO MARANHÃO (romance histórico) – Adrião Neto;

29 – O ENSINO DE ENFERMAGEM NO PIAUÍ: história e memória – Anneth Cardoso Basílio da Silva;

30 – FLOR DO DESASSOSSEGO – Paulo de Tarso Mendes de Souza;

31 – TEXTOS E TRECHOS POÉTICOS – Rosângela Sousa;

32 – FREI SERAFIM DE CATÂNIA – Elias Martins;

33 – HISTÓRIA DA FACULDADE DE DIREITO DO PIAUÍ E DA FACULDADE CATÓLICA DE FILOSOFIA – Benedito da Rocha Freitas Filho;

34 – DIZER POR QUE DIZER – Lisete Napoleão;

35 – FRASES E NOTAS – Cristino Castelo Branco;

36 – O TECIDO DAS ÁGUAS – Nathan Sousa Soares;

37 – O CLONE – Rubens Nery Costa;

38 – COISAS DE AMOR – Lisete Napoleão;

39 – O TEATRO DE GOMES CAMPOS – Gomes Campos;

40 – A QUESTÃO MACHADIANA E A PERSONALIDADE DE KAFKA – João Aragão;

41 – GÊNEROS TEXTUAIS NO MUNDO DO TRABALHO – Francisco Alves Filho, Láfity dos Santos Alves, Mery Ruth Lustosa Torres, Valfrido da Silva Nunes (orgs.);

42 – CRÔNICAS E PERFIS – Celso Barros (Org.);

43 – ANTOLOGIA POEMAS E POETAS MAIS AMADOS (ensaios, poesias e bibliografias) – Francisco Miguel de Moura;

44 – BERTOLÍNEA: HISTÓRIA, MEIO E HOMENS – Reginaldo Miranda;

45 – A TRAJETÓRIA DE UM MESTRE – Pe. Solon Aragão, Mirian Gomes;

46 – FILOSOFIA, ENSINO E EDUCAÇÃO: uma abordagem interdisciplinar – Edna Maria Magalhães do Nascimento, Conceição de Maria Sousa Araújo (Orgs.);

47 – EURÍPEDES DE AGUIAR – Ofélio Leitão e Outros;

48 – ALBERTÃO: um sonho realizado – Celso Carvalho;

49 – A TRADIÇÃO DO REISADO BOI ESTRELA – Laila Ibiapina Caddah;

50 – ARTE E TORMENTO – Nogueira Tapety;

51 – CORONÁRIAS DO TEMPO – J. Itamar Abreu Costa;

52 – A LÍNGUA QUE FALAMOS – Herbert Parentes Fortes;

53 – O DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO EDUCACIONAL UNIVERSITÁRIO NA COLETIVIDADE PIAUIENSE – Benedito da Rocha Freitas Filho;

54 – SER OU NÃO SER PAPAI NOEL? – José Alfredo Gallucci;

55 – (F)ÁCIES LITERÁRIAS – Plínio da Silva Macêdo e Marina Barguil Macêdo;

56 – MARQUÊS DE PARANAGUÁ – Chico Castro;

57 – CRÔNICA, UM FLASH DE MIM, DA CIDADE E DO MUNDO – José Maria Vasconcelos;

58 – HISTÓRIA DE VIDA, FORMAÇÃO PROFISSIONAL E IDENTIDADE DE ENFERMEIRAS PROFESSORAS – Anneth Cardoso Basílio de Souza;

59 – 1930: UMA REVOLUÇÃO BRASILEIRA – Frederico Brandão;

60 – A VIDA E A VIDA DE BEETHOVEN – Sebastião Beethoven Brandão.

 

APL lança mais seis livros no Salipi

A Academia Piauiense de Letras lança mais seis livros da Coleção Centenário nesta quarta-feira (08/06), no Salão do Livro do Piauí (Salipi), que se realiza no Espaço Rosa dos Ventos, na UFPI.

As obras compõem um acervo de mais de 30 livros que foram editados ou reeditados pela APL entre 2020 e 2021 e ainda não foram lançados por causa da pandemia da Covid-19.

Nesta quarta-feira, serão lançados os volumes 62. Roteiro do Piauí – Carlos Eugênio Porto, com apresentação do acadêmico Fonseca Neto; 75. Curral de Serras – Alvina Gameiro, com apresentação da acadêmica Socorro Rios Magalhães; e 88. Do Rio de Janeiro ao Piauí Passando pelo Interior do País – Nogueira Paranaguá, com apresentação do acadêmico Nelson Nery.

Também serão lançadas no mesmo ato os volumes 115. Mário Faustino Revisitado – Carlos Evandro Martins Eulálio; 137. Piauienses Notáveis – Reginaldo Miranda; 147. História e Vida Literária: Atas da APL – Elmar Carvalho; e 149. O Morro da Casa-Grande – Dilson Lages, com apresentação dos autores.

Os lançamentos serão feitos no Bate-Papo Literário, a partir das 19h.

Livros publicados pela APL que serão lançados no Salipi.

 

 

 

Começa a 20ª edição do Salão do Livro do Piauí

A 20ª edição do Salão do Livro do Piauí começou ontem (03/06) à noite e vai até o próximo dia 12, no Espaço Rosa dos Ventos, na Universidade Federal do Piauí.

A cerimônia de abertura contou com a presença do reitor da UFPI, Gildásio Guedes, do vice-reitor Viriato Campelo e do presidente da Fundação Quixote, professor Kássio Gomes, coordenador geral do evento.

A Academia Piauiense de Letras foi representada na cerimônia pelo seu presidente, Zózimo Tavares.

O professor Kássio Gomes falou sobre a programação do evento, que inclui uma palestra do escritor moçambicano Mia Couto.

O reitor deu as boas-vindas aos participantes e o professor Cineas Santos, um dos fundadores do Salipi, agradeceu a homenagem que recebe nos 20 anos do Salão.

O presidente da APL anunciou que a Academia terá um estande no Salipi para exposição das obras publicadas pela instituição, lançamentos de livros e sessões de autógrafos.

Reitor Gildásio Guedes dá as boas-vindas aos participantes/Imagem: UFPI

APL e SEPLAN lançam mais 5 livros sobre o Piauí

Mais cinco volumes da Coleção Pensamento Piauiense foram lançados pela Academia Piauiense de Letras e a Secretaria Estadual de Planejamento/Fundação Cepro.

O lançamento das obras ocorreu no sábado passado (21/05), no auditório da APL, com a presença da secretária de Planejamento, Rejane Tavares, e da superintendente da Fundação Cepro, Liége Moura.

Também se fizeram presentes o vice-reitor da UFPI, Viriato Campelo, e Aarão Santana, filho do professor e acadêmico R. N. Monteiro de Santana, entre outros convidados.

O professor e acadêmico Felipe Mendes, economista e ex-secretário de Planejamento, fez a apresentação de seu livro Políticas Públicas para o Desenvolvimento do Piauí: 1975-1986.

A secretária Rejane Tavares destacou a importância dos livros lançados e do convênio da Seplan com a APL, enfatizando que através dele são publicadas obras de alto valor técnico a baixo custo.

O acadêmico Nelson Nery, coordenador do projeto na APL, apresentou os livros Propriedade Territorial do Piauí e Outros escritos, de Simplício de Sousa Mendes; Integração Nacional da Economia Brasileira e Transamazônica: Desenvolvimento Urbano e Rural e Espaço e Planejamento Regional, de R. N. Monteiro de Santana; e Aspectos do Piauí: Formação Territorial, Composição Ética, Valores Econômicos, Organização Política, de Abdias Neves.

As obras foram editadas nos últimos dois anos, durante o período da Pandemia da Covid-19 e, segundo o presidente da APL, Zózimo Tavares, integram o programa de retomada dos lançamentos de livros da Academia.

Salão do Livro do Piauí chega aos 20 anos

A 20ª Edição do Salão do Livro do Piauí (Salipi)  foi lançada nesta quarta-feira (18/05) no Salão Nobre da Reitoria da Universidade Federal do Piauí.

O evento abriga também a 25ª Edição do Seminário Língua.

A cerimônia foi presidida pelo vice-reitor Viriato Campelo, representando o reitor Gildásio Guedes.

O presidente da Academia Piauiense de Letras, Zózimo Tavares, representou a instituição no lançamento.

 

O Salipi 22

O presidente da Fundação Quixote, professor Kássio Gomes, fez a apresentação do Salipi 22 e anunciou que evento terá caráter internacional, com a presença do escritor moçambicano Mia Couto e do jornalista e escritor angolano José Eduardo Agualusa.

Durante o Salipi, haverá feira de livros, shows culturais, exposições, café literário e a abertura de um novo espaço chamado Cordel.

A 20ª edição do Salipi vai lembrar os centenários de nascimento de José Saramago e de saudade de Lima Barreto, além dos 100 anos da Semana de Arte Moderna.

A nova edição do Salipi será realizada de 3 e 12 de junho, no Espaço Rosa dos Ventos, na UFPI, e homenageará um de seus fundadores, o professor, peta e cronista Cineas Santos.

APL e Seplan lançam mais 5 livros no sábado, 21

A Academia Piauiense de Letras e a Secretaria Estadual de Planejamento/Fundação Cepro lançam, no próximo sábado (21/05), mais cinco volumes da Coleção Pensamento Piauiense.

As obras se intitulam: Políticas Públicas para o Desenvolvimento do Piauí: 1975-1986, do professor e acadêmico Felipe Mendes; Propriedade Territorial do Piauí e Outros escritos, de Simplício de Sousa Mendes; Integração Nacional da Economia Brasileira e Transamazônica: Desenvolvimento Urbano e Rural e Espaço e Planejamento Regional, de R. N. Monteiro de Santana; além de Aspectos do Piauí: Formação Territorial, Composição Ética, Valores Econômicos, Organização Política, de Abdias Neves.

A publicação destes livros resulta de convênio da Secretaria de Planejamento com a Academia Piauiense de Letras.

As obras foram editadas nos últimos dois anos, durante o período da Pandemia da Covid-19 e integram o programa de retomada dos lançamentos de livros da APL.

Nova Chamada Pública da Seduc inclui autores piauienses

A Secretaria Estadual de Educação publicou edital que tem por objeto a convocação de editores para inscrição e entrega de livros paradidáticos para bibliotecas e salas de leitura das escolas da rede estadual de ensino.

A temática das obras deve abordar as áreas de Linguagem e Códigos, Matemática e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, além de manifestações literárias, folclóricas e culturais piauienses.

Literatura Piauiense

Com a iniciativa, a Seduc-PI pretende estimular os estudantes da rede pública do ensino fundamental ao ensino médio a aprimorar o conhecimento em geral, bem como o respeito à cultura piauiense, auxiliando a prática pedagógica na rede estadual de ensino.

Outro objetivo é promover aos estudantes da rede pública estadual de ensino acesso à cultura, literatura e as demais ciências, estimulando o desenvolvimento do hábito e do prazer pela leitura.

A inclusão de obras de autores piauienses nas compras de livros didáticos e paradidáticos vem sendo cobrada pela Academia Piauiense de Letras.

O prazo de inscrição das obras começa hoje.

(Com informações da Seduc-PI)

APL pede ao TCE suspensão de compra milionária de livro

A Academia Piauiense de Letras solicitou hoje (10/01) ao Tribunal de Contas do Estado, através de ofício, a imediata suspensão do processo de compra de 100 mil exemplares do livro “Teresina Educativa”, de autoria de Braulino Teófilo Filho, ao custo total de R$ 6 milhões e 500 mil.

No expediente protocolado no TCE, a Academia junta ofício encaminhado à Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), no último dia 5, no qual a instituição expressa sua estranheza e sua apreensão com a compra.

Autor piauiense sem vez

A Academia Piauiense de Letras informa que em agosto do ano passado enviou uma coleção de 20 (vinte) livros por ela editados, para uma avaliação técnica por parte dessa Secretaria Municipal de Educação, com o objetivo de possível adoção nas escolas municipais de tais obras (ou de parte delas).

Até a presente data, a APL não recebeu da parte da SEMEC qualquer resposta a propósito da referida iniciativa institucional.

A Academia informa, ainda, que editoras locais se encontram com livros de autores piauienses em análise na SEMEC/Teresina desde o início do ano de 2021, sem qualquer resposta.

“Enquanto isso, alardeia-se na mídia local notícia dando conta da aquisição por parte da SEMEC/Teresina, com dispensa de licitação e pelo elevado valor acima referido, de obra de autor não piauiense, sem notoriedade de expertise no cenário nacional ou mesmo estadual, conforme se infere de pesquisa realizada na rede mundial de computadores”, acentua a APL.

Apuração

Diante da gravidade da situação, a Academia solicitou “a imediata suspensão do processo aberto pela SEMEC-Teresina, especialmente do pagamento da referida compra, até o completo esclarecimento dos fatos, na forma do que vem sendo apurado pelo TCE-PI, de modo a evitar eventuais lesões ao erário e danos irreparáveis à educação e à cultura de Teresina”.

O caso está sendo averiguado pelo TCE através do processo TC/019374/2021, que tem como relator o conselheiro Kleber Eulálio.