Sai a 2ª edição do livro “História de Teresina”, escrito há 110 anos

A capa da nova edição de "História de Teresina"/Imagem: Ascom-APL

O livro “História de Teresina”, escrito por Clodoaldo Freitas, nos anos 1911 e 1912, acaba de ganhar uma segunda edição.

A nova edição da obra foi organizada pela historiadora e professora Teresinha Queiroz, ocupante da Cadeira 23 da Academia Piauiense de Letras, e pelo professor Ronyere Ferreira.

O livro foi publicado originalmente em forma de folhetim no jornal “Diário do Piauí”, quando o autor exercia o cargo de primeiro diretor do Arquivo Público Estadual.

A primeira edição de “História de Teresina” saiu em 1988, quando o livro foi publicado pela Fundação Cultural Monsenhor Chaves.

 Primeira história de Teresina

Segundo Teresina Queiroz, estudiosa da vida e da obra do autor, “História de Teresina” é a mais extensa produção historiográfica de Clodoaldo Freitas e também a primeira história da nova capital.

“Em 20 capítulos destinados ao processo de transferência da capital e aos principais equipamentos públicos voltados à religiosidade, lazer, instrução, comércio, filantropia e administração, o autor investiga, à maneira do seu tempo, as condições do viver em uma cidade em formação, suas limitações materiais, desafios econômicos e interesses políticos de seus governantes”, acentua Ronyere Ferreira.

Edição lapidada

Sobre esta nova edição do livro, o historiador, professor e acadêmico Fonseca Neto, hoje com assento da Cadeira 1 da APL, que teve como primeiro ocupante justamente Clodoaldo Freitas, escreve:

“Esta tem um valor adicional, além do charme: vem organizada e anotada pela professora Teresinha Queiroz e pelo professor Ronyere Ferreira, que revisitaram a obra por completo, a partir mesmo de suas fontes, lapidando-a, cuidando de socorrer eventuais lacunas”.

Com 480 páginas, a nova edição foi publicada pela editora Mentes Abertas, de São Paulo.

“Além de necessária, é uma bela e bem cuidada edição”, comemora o presidente da Academia Piauiense de Letras, Zózimo Tavares.

O autor

Clodoaldo Freitas nasceu em Oeiras, em 7 de setembro de 1855, e faleceu em Teresina, em 29 de junho de 1924.

Um dos intelectuais mais brilhantes de sua geração, foi magistrado, político, jornalista, historiador, romancista, contista, cronista, biógrafo e polemista.

Também um dos fundadores e primeiro presidente da Academia Piauiense de Letras. Foi um dos fundadores, ainda, da Academia Maranhense de Letras.