Jesualdo Cavalcanti Barros

(1940). Quarto e Atual Ocupante da Cadeira nº 3 da APL. 

Nasceu em Corrente (PI), a 18 de fevereiro de 1940, sendo filho de Sebastião de Souza Barros e Iracema Cavalcanti Barros (falecidos). Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito do Piauí, é casado com Maria do Socorro Rocha Cavalcanti Barros, professora aposentada da UFPI. Filhos: Jesualdo Filho, in memoriam (engenheiro civil, bacharel em direito, auditor de controle externo do Tribunal de Contas da União), Juliana (médica, mestra em pediatria, professora do Curso de Medicina da Unipam, especialista em pediatria, pneumologia e alergia) e Marina (bacharela em direito, mestra em direito constitucional e juíza federal).

Em 1962 foi eleito vereador de Teresina, quando liderou a bancada do PTB na Câmara, tendo perdido o mandato com a eclosão do movimento militar de 1964.

Foi Secretário de Cultura, Desportos e Turismo e Presidente da Fundação Cultural do Piauí (1983/1986).

Eleito deputado estadual em 1978 e 1982, deputado federal constituinte em 1986 e novamente deputado estadual em 1990. Presidiu a Assembleia Legislativa no biênio 1991/1993.

Eleito conselheiro do Tribunal de Contas do Piauí, exerceu a presidência da Corte em dois mandatos (1995/1998).

Aposentado em 2002 para dedicar-se à pesquisa histórica, é autor dos livros Tempo de Cultura, Estado do Gurgueia e Outros Temas, Tempo de Tribunal, Notícia do Gurgueia, Dicionário Enciclopédico do Gurgueia, Gurgueia – Espaço, Tempo e Sociedade, Tempo de Contar, Memória dos Confins e Sertões de Bacharéis. Membro da Academia Piauiense de Letras (2010), ocupa a cadeira nº 03.

Foi agraciado com as seguintes comendas: Ordem do Mérito Renascença do Piauí (Governo do Piauí), Colar do Mérito Judiciário do Piauí (Tribunal de Justiça), Medalha Conselheiro Saraiva (Prefeitura de Teresina), Medalha do Mérito Legislativo do Piauí (Assembléia Legislativa), Medalha do Mérito Legislativo de Teresina (Câmara Municipal de Teresina), Medalha do Mérito “Lucídio Freitas” (Academia Piauiense de Letras), Medalha do Mérito Cultural “Da Costa e Silva” (Governo do Piauí), Medalha Visconde da Parnaíba (Instituto Histórico de Oeiras), Medalha do Mérito Militar (Polícia Militar do Piauí), Medalha da Associação dos Magistrados Piauienses, Medalha da Associação Piauiense do Ministério Público, Placa da Associação Nacional do Ministério Público junto aos Tribunais de Contas, Medalha Heróis do Jenipapo (Campo Maior), Medalha do Mérito “Agrônomo Francisco Parentes” (Prefeitura Municipal de Floriano), Medalha do Mérito “Domingos Fonseca” (Associação dos Violeiros), Comenda do Mérito Municipalista da Associação Piauiense de Municípios-APPM, Medalha da Ordem do Mérito Cultural Wall Ferraz (Governo do Estado), Medalha da Ordem Piauiense do Mérito Judiciário do Trabalho (TRT da 22ª Região), Colar do Mérito do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, Diploma do Mérito Comunitário (Câmara Municipal de Teresina) e Diploma do Mérito Jornalístico (Sindicato dos Jornalistas do Estado do Piauí).

É cidadão honorário dos municípios de Amarante, Cabeceiras do Piauí, Cristino Castro, Gilbués, Júlio Borges, Pedro II, Simões e Teresina.

Em 2012 foi eleito prefeito de Corrente, sua terra natal, exercendo o mandato de 2013 a 2016.