Filme sobre Mandu Ladino sai no próximo ano

capa mandu
O ator Paulo Betti roteiriza história de Mandu Ladino

O filme que conta a vida e as lutas do índio Mandu Ladino sairá em 2022, nas comemorações do bicentenário da Independência.

O anúncio foi feito pelo governador Wellington Dias, ao informar que a produtora do ator e cineasta Paulo Betti foi a vencedora do edital para a produção do filme.

O filme será baseado no romance “Mandu Ladino”, do médico, escritor e acadêmico Anfrísio Lobão. A obra foi lançada em 2006 e está em sua terceira edição.

Herói piauiense

O roteiro de Paulo Betti, que se interessou pela história do índio desde o lançamento do livro, mostrará ao Brasil um personagem piauiense que, entre os séculos XVII e XVIII, lutou contra a colonização branca.

Mandu Ladino foi transformado em “índio manso”, passou a infância entre padres jesuítas, foi escravo de fazendeiros, tornou-se líder e morreu, em 1716, como guerreiro, supostamente nas imediações do Porto das Barcas, em Parnaíba.

O governador anunciou que outros três filmes sobre o Piauí serão lançados nas comemorações dos 200 anos da Independência. Um deles, “Jenipapo”, de Alexandre Melo, já está em fase adiantada.

O terceiro filme será sobre a presença dos europeus no Piauí e o quarto sobre Esperança Garcia, negra, escrava e considerada a primeira advogada do Piauí.

A Academia Piauiense de Letras compõe a Comissão Piauí 200 Anos, que definirá o programa de celebrações do bicentenário da Independência.