Conheça os 14 livros que mudaram a vida desses CEOs

gettyimages-570481205-e1589564641268-1

literatura sempre influenciou a maneira de como os CEOs lideram os seu negócios. Através dos livros, é possível conhecer a experiência das pessoas por trás das empresas de sucesso e entender as estratégias que mais dão certo na hora de empreender. Para além da famosa lista anual dos livros lidos por Bill Gates, 14 CEOs e empresários de sucesso brasileiros recomendam os livros que mudaram o rumo de suas vidas profissionais. Confira:

A pandemia está mexendo com a economia e os negócios em todo o mundo. Venha aprender o que realmente importa no Exame Invest PRO

Regina Jordão, CEO da rede de depilação Pello Menos, indica o livro “A essência do líder”, do Warren Bennis. “O autor, que foi um grande consultor, inclusive de vários presidentes dos Estados Unidos, tem uma escrita muito enriquecedora, pois ajuda empresários a entenderem a essência da liderança e auxilia no desenvolvimento dela”. 

Fritz Paixão, CEO da CleanNew, rede especializada em blindagem e impermeabilização de estofados com unidades no Brasil, Colômbia, Argentina e Estados Unidos, indica o livro “O Monge que vendeu sua Ferrari” de Robin Sharma. “É um dos livros mais interessantes que já li, pois conta a estória de um advogado bem sucedido que largou tudo para realizar uma peregrinação na Índia e explica, por meio de uma fábula, o segredo para encontrar o caminho do sucesso, cultivar relacionamentos e viver plenamente o presente”. 

Claudinei dos AnjosCEO da rede Anjos Colchões & Sofás, indica o livro “Os Segredos da Mente Milionária”, do  Eker, T. Harv. “O livro explica exatamente a mentalidade das pessoas que guardam dinheiro, comparando-as com aquelas que somente gastam. Mostra também como as crenças limitantes sobre dinheiro, jamais levarão a riqueza. Ajuda a fazer uma reprogramação no cérebro, de como alcançar a riqueza”.

Gabriel ConconCEO da rede Pizza Prime, maior rede de franquias de pizzas 100% brasileira, indica o “Sonho Grande”, da Cristiane Correa. “O livro conta a trajetória de sucesso de três dos maiores empresários do Brasil. A história desses empreendedores me inspira a dar o melhor de mim, tanto para a construção da minha rede como para meus colaboradores”.

Nathan Schmucler, diretor geral da rede de escolas Luminova, elege o livro “O poder do hábito”, de Charles Duhigg. “Para buscar alta performance na vida pessoal ou profissional, precisamos de autoconhecimento e o livro ajuda a encontrar caminhos na reflexão de hábitos positivos e negativos, a reconstrução de novos que possam estar mais alinhados com nosso propósito pessoal/profissional”.   

Renato Ticoulat, CEO da Limpeza com Zelo, especializada em residências, escritórios e endereços comerciais, cita o livro “Contratos de franquia – Origem, evolução legislativa e controvérsias”, de Tatiana Dratovsky Sister. “Este livro me atualizou com relação à legislação do franchising e, dentro de seus exemplos e comentários, trouxe a solução para vendas de franquia MEI”.

Paulo Arruda, Co-CEO e Co-Founder da Park Education, rede de ensino de idiomas e cursos livres, elege o livro: “The Age of Influence: The Power of Influencers to Elevate Your Brand”, de Neal Schaffer. “Este livro, embora ainda pouco conhecido entre executivos, é obrigatório para se entender como aproveitar o poder dos influenciadores para alavancar os resultados das empresas”.

Bruno Gorodichtdiretor das redes Bendito e Espetto Carioca, de brownies e cookies e bares e restaurantes, respectivamente, escolheu o livro “Ponto de Inflexão”, de Flávio Augusto. “Ele conta a história de sua vida como empreendedor e traz vários momentos que chama de ponto de inflexão, com o objetivo de fazer o leitor repensar sobre sua conduta, forma de pensar e agir. Eu adoro biografias e já li algumas, mas essa dá tanto prazer e prende tanto, que em apenas uma tarde você lê o livro inteiro”.

Joel Amorim, diretor da The Insiders na América Latina, recomenda o livro O Apanhador no Campo de Centeio”,de JD Salinger. “Este livro me ajudou muito como pessoa. Li e reli algumas vezes e gosto da mensagem que é enxergarmos as coisas boas no lado simples da vida e reconhecermos estes momentos” e  Purple Cow, de Seth Godin. “Pensando que na área de Marketing e Publicidade o mercado mudou muito, é importante ser inusitado e se destacar na multidão e o segredo está na estratégia. Sem ela não fazemos nada sustentável”  

Raphael Matos, CEO da PremiaPão, rede de publicidade em saco de pão, indica o livro “O Jogo Infinito”, de Simon Sinek. “Todo empresário que está a frente de uma empresa e tem que liderar pessoas no século 21 precisa ler este livro, melhor que ler precisa aplicar os quatro princípios do jogo infinito aos negócios”.   

Artur Hipólitosócio-diretor da Home Angels Brasil, rede de cuidadores, indica o livro Subliminar”, de Leonard Mlodnow, que retrata de forma realista e científica a importância do subconsciente nas tomadas de decisões de cada um de nós. “É na conquista do subconsciente que está o verdadeiro trabalho de Marketing. Imperdível leitura”.

Poliana Alves, CFO da DUXcoworkers, empresa pioneira no Brasil a fazer das boas práticas de UX uma cultura de trabalho, indica “Blink”, de Malcom Gladwell. “Blink é um livro que incentiva, para a lideranças e para a vida, treinar a intuição na tomada de decisões. O poder de pensar sem pensar.” 

Dr. Paulo Zahr, CEO da OdontoCompany, maior rede de clínicas odontológicas do mundo, sugere o livro “Feitas para Vencer”, de Jim Collins. “O grande aprendizado foi ler várias formas de levar nossa empresa ao crescimento e distinguir diferenças entre empresas pares, porque umas cresceram muito e outras não existem mais. O livro também ajuda a não se conformar e entender que podemos ser ótimos e não somente bons. Fazer melhor a todo dia, ser melhor sempre que o concorrente”.

Clayton Mangulin, CEO da Campinas Celulares, rede de assistência técnica multimarcas especializada na manutenção de celulares, smartphones e tablets nacionais e importados, indica o livro “O catador de Sonhos”, de Geraldo Rufino. “O livro conta a história de um empresário que começou catando latinhas, empreendeu muitas vezes e quebrou algumas delas. Me fez refletir sobre a importância de pensar positivo, principalmente nesses tempos de pandemia e, consequentemente, crise financeira. É uma injeção de superação”.