APL guarda luto pelo falecimento de Nildomar

Bandeira da APL hasteada a meio-mastro na sede da instituição.
Bandeira da APL hasteada a meio-mastro na sede da instituição.

A Bandeira da Academia Piauiense de Letras foi hasteada hoje (23/08) a meio-mastro, na sede da instituição, em sinal de luto pelo falecimento do acadêmico Nildomar da Silveira Soares.

O acadêmico faleceu ontem (22/08), em Teresina, aos 84 anos, em decorrência de complicações da Covid-19.

Ele ocupava a Cadeira 22 da APL. Sua posse ocorreu em 27 de setembro de 2000, com discurso de recepção pronunciado pelo acadêmico Camillo Filho.

O presidente da Academia, Zózimo Tavares, afirmou que Nildomar da Silveira Soares era um dos acadêmicos mais queridos e mais atuantes, sempre colaborando com as atividades da Casa de Lucídio Freitas.

NOTAS DE PESAR PELO FALECIMENTO DE NILDOMAR

Governo do Estado

O Governo do Estado do Piauí lamenta o falecimento do professor, escritor e desembargador Nildomar da Silveira Soares, que faleceu neste domingo (22).

Ao tempo que, neste momento de dor, o Governo do Piauí expressa as mais sinceras condolências à família e amigos, enaltece seu compromisso com o trabalho que assumiu e suas contribuições ao Direito e à Justiça, portanto uma grande perda para o Piauí.

Tribunal de Justiça

É com o mais profundo pesar, que o Tribunal de Justiça do Estado do Piauí lamenta o falecimento do desembargador aposentado Nildomar da Silveira Soares, 86 anos, ocorrido neste domingo (22) em Teresina, devido a complicações da covid-19.

Além da carreira como magistrado do Tribunal de Justiça, Nildomar também foi presidente da OAB Piauí, e assessor jurídico do Banco do Brasil e da Prefeitura de Teresina.

Atualmente, Nildomar da Silveira também era membro da Academia Piauiense de Letras, e recentemente, lançou a obra ‘Retalhos da Memória’.

O presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, Desembargador Oliveira se solidariza com a família e amigos ao tempo em que manifesta condolências a todos.

Prefeitura de Teresina

A Prefeitura de Teresina lamenta o falecimento do desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Piauí, Nildomar da Silveira Soares.

O magistrado, que teve carreira de relevância no judiciário piauiense, é pai do chefe da assistência jurídica da prefeitura de Teresina, Sérgio Wilson Soares.

O prefeito Dr. Pessoa se solidariza com a família enlutada ao tempo em que manifesta condolências a todos.

TRT do Piauí

O TRT 22, por meio de sua Presidência, lamenta o falecimento do desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Estado, Nildomar da Silveira Soares. Sua Excelência, quando exerceu o cargo de presidente da seccional Piauí da OAB, foi um dos que subscreveram o projeto de criação do TRT 22. 

Além de magistrado, foi professor e integrou a Academia Piauiense de Letras. Esta Corte se solidariza com os familiares e amigos.

OAB-PI

A OAB Piauí hoje perdeu um dos maiores personagens de sua história. Nossa homenagem ao ex-presidente da OAB Piauí Nildomar Silveira que hoje nos deixou para a morada do Pai. Pessoa admirável e companheiro de jornadas na OAB com quem sempre pude confiar e isso muito me orgulhava. Contemporâneo de meu pai no Banco da Lavoura, tínhamos uma amizade fraterna desde sempre.

Dr. Nildomar dignificou todos os dias que serviu à Instituição nas funções de Secretário, Vice-presidente e de Presidente (1991/1993) e para júbilo da OAB Piaui foi escolhido por nós para nos representar no Tribunal de Justiça na vaga do quinto constitucional. Ele dignificou a Toga, honrou a OAB e deixa um exemplo de cidadão probo, profissional extremamente organizado e culto e que realizou com certeza os seus sonhos ao lado de sua querida esposa Salete e dos seus filhos Sérgio, Marcelo e Nildomar Filho e netos.

Nossa solidariedade à querida família e a nossa gratidão ao Mestre Nildomar.

Celso Barros Coelho Neto, Presidente da OAB-PI.

Ministério Público

O Ministério Público do Estado do Piauí expressa profundo pesar pelo falecimento do Desembargador aposentado Nildomar da Silveira Soares, grande magistrado, imortal da Academia Piauiense de Letras, ex-presidente da OAB Piauí e notório jurista.

Solidarizamo-nos com a família e os amigos enlutados e com o Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, manifestando condolências.

Justiça Federal

A Justiça Federal no Piauí manifesta profundo pesar pelo falecimento, hoje (22), do desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Piauí, Nildomar da Silveira Soares, tio materno do juiz federal Sandro Helano Soares Santiago, titular da 6ª Vara da Seção Judiciária do Piauí.
Ocupante da Cadeira nº 22 da Associação Piauiense de Letras (APL), Nildomar da Silveira Soares é autor de várias livros na área do Direito. Em 2017, publicou o “Livro do Centenário”, nas celebrações dos 100 anos da APL.
Neste ano, publicou a obra memorialista “Retalhos da Memória”, escrita ao longo da pandemia da Covid-19, e que compreende o período de 1937, ano do seu nascimento, a 2021.
Neste momento de dor, a Seção Judiciária do Piauí se solidariza com seus familiares e amigos e expressa as mais sinceras condolências pela perda de quem tanto contribuiu com a Justiça e as Letras do nosso Piauí.

Juiz Federal Nazareno César Moreira Rêis
Diretor do Foro da Seção Judiciária do Piauí

AMAPI

É com o mais profundo pesar que a Associação dos Magistrados Piauienses recebe a notícia do falecimento do Desembargador aposentado Nildomar da Silveira Soares, ocorrido na tarde deste domingo (22), em Teresina.

A partida do Desembargador Nildomar, que exerceu valorosamente a Magistratura, deixa o Judiciário piauiense enlutado. Com uma trajetória de dedicação à Justiça, foi Patrono do Fórum da Comarca de Marcolândia. Patrono da Sala dos Desembargadores Aposentados do Tribunal de Justiça do Piauí, instalada no Prédio Anexo. Patrono do Anexo do Juizado Especial Cível e Criminal da Vila da Paz. Relator de 284 Acórdãos publicados, até 09 de agosto de 2010, no Site do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí.

Além da carreira como magistrado do Tribunal de Justiça, Nildomar também foi presidente da OAB Piauí e assessor jurídico do Banco do Brasil e da Prefeitura de Teresina.

Nildomar da Silveira também era membro da Academia Piauiense de Letras, ocupante da cadeira de número 22. Recentemente, ele lançou a obra Retalhos de Memórias.

Neste momento de consternação, a Amapi se solidariza com familiares e amigos, prestando-lhes condolências, rogando a Deus para que consolem a todos os enlutados neste difícil momento.

Juiz Leonardo Brasileiro, 
Presidente da AMAPI