APL faz eleição para escolher novo imortal

WhatsApp Image 2020-12-05 at 21.06.05

A Academia Piauiense de Letras realizou eleição hoje (5/12) para a escolha do novo ocupante da Cadeira 16, vaga com a morte do psiquiatra Eustachio Portella.

Três candidatos disputaram a cadeira. A votação foi até às 11h, na forma presencial, seguindo os protocolos sanitários de prevenção da Covid-19.

Do total de 38 acadêmicos, 33 votaram, sendo 22 de forma presencial e 13 pelos Correios.
A Comissão Eleitoral é presidida pelo acadêmico, advogado e escritor Reginaldo Miranda, ex-presidente da APL.
Pela ordem de inscrição, os candidatos à Cadeira 16 são:

1 – Raimunda Celestina – É graduada em Letras e em Educação Artística. Tem mestrado e doutorado em Linguistica. É professora da Universidade Estadual do Piauí (Uespi). Seus estudos acadêmicos estão voltados para a área de Letras, com ênfase em Literatura Piauiense. Publicou os livros “A representação da seca na narrativa piauiense: Séculos XIX e XX”, “História, Literatura e Linguística” e “Para uma histografia Literária do Piauí”.

2 – Luiz Ayrton Santos Junior – Médico mastologista, bioeticista e empreendedor sócio-médico-cultural. Doutor em Cirurgia. Professor da Universidade Federal do Piauí. Presidente da Sociedade Piauiense de História da Medicina. Presidiu a Academia de Medicina do Piauí. Integra a Academia Teresinense de Letras. Publicou livros de medicina, poesia e literatura infantil.

3 – Carlos Evandro Martins Eulálio – Professor e escritor. Licenciado em Letras, mestre em Educação e especialista em Linguística e Comunicação Contemporânea e Informação Visual. Foi professor na Universidade Federal do Piauí. Tem vários livros publicados, entre eles “Mário Faustino Revisitado”, textos críticos e antologia comentada, editado pela Coleção Centenário da Academia Piauiense de Letras.

A votação
O resultado da votação é o seguinte: Luiz Ayrton – 13 votos; Carlos Evandro – 12 e Celestina – 6 votos. Dois votos foram anulados.

Haverá segundo turno com disputa entre os dois mais votados, em data a ser marcada.

Para ser eleito, o candidato deve obter no mínimo 20 votos.