APL faz sessão para Teresina

Professor Façanha, da UFPI, faz palestra na APL.
Professor Façanha, da UFPI, faz palestra na APL.

A Academia Piauiense de Letras realizou neste sábado (13/08) sessão especial em homenagem a Teresina, que aniversaria na próxima terça-feira, 16.
A convite da APL, o geógrafo e professor Antônio Cardoso Façanha, da Universidade Federal do Piauí, proferiu a palestra “A Cidade e o Espaço Urbano”.
Ele disse que, na atualidade, todos precisam reaprender a olhar a cidade, considerando sua paisagem urbana e humana, pois muitas vezes as observações estão distantes do real.
“A cidade tem que ser vista pelo concreto, em suas transformações, que se processam em grande velocidade”, observou.
A sessão de hoje da APL foi dedicada à memória do teresinense Carlos Augusto Monteiro, geógrafo e professor emérito da Universidade de São Paulo recentemente falecido.
Ele é o autor da obra “Rua da Glória”, que em quatro volumes conta a história de Teresina.


Desafios
O professor Façanha afirmou que o teresinense vive de costas para os rios Parnaíba e Poti.
O acadêmico e professor Jonathas Nunes disse que a cidade precisa voltar suas vistas para esses dois patrimônios naturais.

O acadêmico Valdeci Cavalcante defendeu políticas públicas mais definidas para o desenvolvimento da cidade.
O acadêmico e professor Plínio Macêdo apontou a precariedade da acessibilidade e o acadêmico Luiz Ayrton pediu mais cuidado com a memória.
O acadêmico e historiador Fonseca Neto falou de sua preocupação com a revitalização do centro histórico de Teresina.
O presidente da APL, Zózimo Tavares, afirmou que, além de louvar as belezas da capital, a sessão ocupou-se também do exame de problemas e desafios da cidade.
“E tudo isso deve ser entendido como uma preocupação e um cuidado com a cidade que tanto amamos”, concluiu.