Voto de Pesar pelo falecimento do poeta Jurdan Gomes

academiaicone

A Academia Piauiense de Letras vem, pelo presente, informar que em sua sessão de sábado passado (12 de setembro), aprovou Voto de Pesar pelo falecimento do poeta Jurdan Gomes, ocorrido no último dia 9, em Teresina.
A proposição, apresentada pelo presidente da APL e pelo Acadêmico Homero Castelo Branco, foi aprovada por unanimidade.

Antônio Gomes de Sousa, o poeta Jurdan, nasceu em 9 de outubro de 1955, no município de Fronteiras – PI. Radialista, jornalista, poeta, escritor, compositor, cantor e político.

Entre as suas obras publicadas estão “Prefeito também canta”, “O cantador do sertão”, “O morto vivo”, “Tenda do desprezo”, “Pousada dos Marmeleiros”, “Nas margens do Coroatá”, “Idioma de caboclo”, “Espinhos na garganta”, “Um jacá de idiotice” e tantos outros livros que relatam, em idioma coloquial, a realidade da vida interiorana.

A APL expressa à família de Jurdan, aos seus conterrâneos, aos seus admiradores e à Academia de Letras da Região de Picos – ALERP, que integrava com brilho, os mais profundos sentimentos pela inesperada e irreparável perda de uma das maiores expressões da cultura popular piauiense.

Acadêmico ZÓZIMO TAVARES MENDES
Presidente da Academia Piauiense de Letras